Etiqueta Energetica em pneus

O QUE É UMA ETIQUETA DE PNEUS DA UE?

Esta normativa entrou em vigor a 1 de Novembro de 2012 e tornou obrigatória, a etiquetagem de pneus da UE fornece informações ambientais e de segurança importantes de cada pneu. Pode ajudar a comparar pneus quanto à aderência (na travagem) em piso molhado, eficiência Energetica (consumo de combustível) e ruído.
O regulamento da etiquetagem de pneus é aplicável aos pneus de 4x4, turismo, camioneta, camião e autocarro. Ficam isentos pneus recauchutados, pneus de neve com pitões, ou de competição, entre outros.

etiqueta energetica pneus

ONDE A POSSO ENCONTRAR?

É obrigatório por lei incluir uma etiqueta de pneus da UE e pode vê-la colada no piso do pneu. Também está disponível no nosso site, ou no site oficial do fabricante.

A EFICIÊNCIA ENERGETICA:

Sabia que os pneus representam até 20% do consumo de combustível do seu veículo? A escolha de pneus com uma classificação de eficiência de combustível elevada irá proporcionar-lhe mais quilómetros em cada depósito e menos emissões de CO2.

O QUE TORNA UM PNEU EFICIENTE EM TERMOS DE COMBUSTÍVEL?

Pneus eficientes em termos de combustível precisam de menos energia para rolar, logo uma menor quantidade de combustível é necessária. Claro que, ao escolher um pneu mais eficiente, também irá reduzir o seu impacto ambiental.

COMO É CLASSIFICADA A EFICIÊNCIA DE COMBUSTÍVEL

Para o consumo estão previstas sete classes, representadas por cores e letras de A a G, em que “A” é a classe mais elevada e “G” a mais baixa. A eficiência ao nível de consumo é indicada no lado esquerdo da etiqueta. Entre a classificação A e G pode haver variações de consumo superiores a 7%, pode permitir poupar mais de 6 litros de combustível a cada 1000 quilómetros

A (verde) = classificação de eficiência de combustível mais alta

G (vermelho) = classificação de eficiência de combustível mais baixa

A classificação D não é utilizada para veículos de passageiros.


etiqueta energetica pneus

QUE OUTROS FACTORES AFETAM A EFICIÊNCIA DE COMBUSTÍVEL?

Pressão baixa dos pneus. Não utilizar a pressão correta dos pneus aumenta a resistência ao rolamento e afeta o desempenho da aderência em condições de piso molhado.O peso do veículo. O peso do veículo também podem ter um grande impacto. Pode reduzir o consumo de combustível através de uma condução eficiente em termos de combustível (por vezes referida como "condução eco")


A ADERÊNCIA EM TRAVAGEM EM PISO MOLHADO:

Os pneus com uma classificação de aderência em piso molhado elevada irão parar o carro em menos metros do que uns com pior classificação.

O QUE É A ADERÊNCIA EM PISO MOLHADO?

Aderência em piso molhado é a capacidade do pneu aderir à estrada em condições de piso molhado. A classificação da UE foca-se apenas num aspeto da aderência em piso molhado – o desempenho da travagem em piso molhado do pneu. Faltam outros fatores como aderência dinâmica em molhado ou comportamento em curva.

COMO É CLASSIFICADA A ADERÊNCIA EM PISO MOLHADO?

Para aderência estão previstas sete classes, representadas por cores e letras de A a G, em que “A” é a classe com menor distância de travagem e “G” é a classe com maior distância de travagem. A eficiência ao nível da travagem é indicada no lado direito da etiqueta.

A = classificação mais alta, menor distância de travagem
F = classificação mais baixa, maior distância de travagem
As classificações D e G não são utilizadas para veículos de passageiros.

etiqueta energetica pneus

O SIGNIFICADO DA CLASSIFICAÇÃO:

Numa situação de emergência, alguns metros podem fazer toda a diferença. Um veículo de passageiros que aplique os travões a fundo a 80 km/h, um conjunto de pneus com classificação A irá imobilizar a veículo até 18 metros a menos do que um conjunto de pneus com classificação F. Dá que pensar… quanto vale a sua segurança!

RUÍDO EXTERNO

Parte do ruído produzido por um veículo que se desloca é gerado pelos pneus. Ao escolher pneus com uma boa classificação de ruído, poderá reduzir o impacto da sua condução no ambiente circundante. Esta informação é muito importante especialmente para veículo elétricos que procuram oferecer um maior conforto sonoro aos seus ocupantes, visto que não tem o barulho do motor a combustão, todos os outros ruídos se tornam mais incomodativos.

O que é medido pela classificação de ruído da UE?

A classificação de ruído da UE mede as emissões de ruído externo do pneu em decibéis.

Dado que muitas pessoas não estão familiarizadas com os valores em decibéis, é apresentada uma imagem de um altifalante com ondas pretas para representar o nível de ruído do pneu. Quanto mais ondas apresentar, mais ruidoso é o pneu.

1 onda preta: Silencioso (3 dB ou mais, abaixo do limite europeu)
2 ondas pretas: Moderado (entre o limite europeu e menos de 3 dB)
3 ondas pretas: Ruidoso (acima do limite europeu)

O SIGNIFICADO DA CLASSIFICAÇÃO:

Os níveis de decibéis são medidos numa escala logarítmica. Isto significa que um aumento de apenas alguns decibéis representa uma grande diferença nos níveis de ruído. Na verdade, uma diferença de 3 dB duplica a quantidade de ruído externo que o pneu produz. Pense nos milhares de veículos que circulam diariamente nas estradas. Se todos escolhermos pneus com níveis de ruído mais baixos, já pensou como as nossas cidades e localidades poderão ser mais silenciosas?

Etiqueta exclui características importantes.

A etiqueta atual é útil, mas não é suficiente, pois deixa de fora muitas características importantes para avaliar o desempenho global. Por exemplo, só com a etiqueta não é possível saber a diferença em durabilidade de cada pneu, também não é possível saber que, em piso seco, certo modelo trava em menor distância do que outro.


etiqueta energetica pneus

Quais as entidades que realizam os testes? E são independentes?

São os próprios fabricantes quem realiza os testes, de acordo com um método legalmente definido. Depois, cabe às autoridades de controlo nacionais de cada mercado avaliar a conformidade com os níveis de avaliação declarados.

As limitações do Regulamento de Rotulagem de Pneus, de 2009, foram reconhecidas pela Comissão Europeia, sobretudo a falta de aceitação no mercado de pneus de alta classificação e pouca fiscalização do mercado dos pneus nos Estados-Membros da União Europeia. A tabela de avaliação demonstra claramente que a etiqueta está longe de incluir todos os critérios de performance. A Comissão Europeia comprometeu-se a desenvolver um método de teste adequado e fiável para medir a abrasão do piso do pneu antes de avaliar a viabilidade de adicionar essas informações à etiqueta do pneu.

O Conselho da União Europeia alcançou, recentemente, um acordo sobre a revisão do Regulamento Europeu de Rotulagem de Pneus. O documento visa alterar as etiquetas no que diz respeito à eficiência do combustível e a outros parâmetros, alterando o Regulamento (UE) 2017/1369 e revogando o Regulamento (CE) n.º 1222/2009.


etiqueta energetica pneus

A marcação de aderência no gelo será inicialmente usada apenas para pneus de automóveis, enquanto a marcação de aderência na neve também estará disponível para os furgões, camiões e autocarros. As marcações serão baseadas em normas e regulamentos da UE, definidos no âmbito do novo acordo.

Atualmente, os testes de aderência dos pneus no gelo estão em processo de padronização na Organização Internacional de Normalização (ISO) e, a aderência do pneu em piso com neve, irá basear-se nos regulamentos da ECE das Nações Unidas. Estão a ser desenvolvidos novos métodos de testes para medir o impacto energético do pneu (consumo de combustível), ruído e até a abrasividade do piso do pneu. A nova etiqueta entrará em vigor em maio de 2021.

Objetivo principal: os consumidores poderão pesquisar a base de dados de produtos para consultar a rotulagem dos pneus e as fichas de informação de produto. Através do código QR visível na rotulagem, os consumidores conseguirão aceder à correspondente informação do pneu e descarregar a informação que considerem importante.



etiqueta energetica pneus